quarta-feira, 14 de junho de 2017

Exército Montes Claros?

Mudando a fórmula utilizada em anos anteriores, Montes Claros Vôlei aposta em time bem mais experiente e cria a expectativa de um verdadeiro "batalhão" dentro de quadra para a próxima temporada.

11 atletas já foram contratados pelo Montes Claros Vôlei para 2017-2018. Montagem: Orkutorcida.
O projeto de vôlei de Montes Claros criou a identidade de revelar atletas para o cenário esportivo. Projetando nomes como Tiago Brendle, Rodriguinho, Lorena, Pedrão, Luan, Jonatas, entre outros, para 2017-2018 a intenção mudará um pouco de rumo.

Vamos para a quarta temporada da "nova era" do voleibol montes-clarense e nos três primeiros anos o elenco foi se tornando cada vez mais jovem em média de idade. Não houve nenhuma conquista de título nesse período, nem mesmo uma vitória em fase final de algum campeonato, apesar de boas colocações e evolução em fases classificatórias das competições, sem contar o marcante Sul-Americano trazido para a cidade no início de 2017, evento que marcou a história do projeto. Porém, a fórmula irá mudar.

Apesar de ter repetido o bom quinto lugar na Superliga anterior, esperava-se ficar entre os quatro para que o projeto comprovasse evolução. Isso não aconteceu e a temporada terminou com um gosto amargo de que o time podia mais. Agora, sem dar espaço para "riscos", o Montes Claros Vôlei será composto por um elenco bem mais experiente que os anos anteriores, atletas que já possuem uma boa bagagem de conquistas no voleibol brasileiro e que teoricamente têm um bom psicológico, como é o caso de Sandro e Alan; o destaque argentino Zanotti; aqueles já conhecidos da torcida: opostos Lorena (maior ídolo da história do MOC) e Alemão; o cubano Isbel Mesa; as jovens apostas celestes Torelli e Vanderson; e finalmente Najari, Mudo e Tarcísio. Muitos desses contratados já possuem a fama de serem "chatos", explosivos, técnicos e raçudos dentro de quadra. Um verdadeiro exército.

Nesse cenário, a maior incógnita ainda é o comandante que irá controlar os ânimos desse batalhão. Vai ser preciso um técnico igualmente experiente para que possa dar conta dos nervos desses atletas, mas que já existe a promessa de jogos "quentes" na temporada isso com certeza existe. Expectativa boa. Da comissão a única certeza é do preparador físico Gabriel Azzi, que garantiu sua renovação.

Para acompanhar os rumos do Mocão em 2017-2018 o torcedor fiel ainda pode se tornar VIP através do cartão de fidelidade que possibilita a entrada a todas as partidas de todos os campeonatos na temporada, além de participação em sorteio de brindes, por apenas R$177, que podem ser divididos em até dez vezes no site do Sympla. O dinheiro é uma forma de contribuir para o nível do time e possibilitar contratações de atletas.

O que vai dar desse "exército" ainda é imprevisível, mas que já provocou uma curiosidade bem aguçada na torcida com certeza provocou. #GOMOC.